Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Milhões para Sines

A primeira pedra de um investimento de 400 milhões de euros destinado à construção no complexo petroquímico de Sines da nova fábrica de ácido tereftálico purificado (PTA) da La Seda de Barcelona foi lançada ontem pelo primeiro-ministro.
14 de Março de 2008 às 00:30
A unidade ‘Artenius Sines’ deverá criar 200 postos de trabalho indirectos e 150 directos.
A nova unidade de produção, projecto de Potencial Interesse Nacional (PIN), foi considerada pelo presidente do grupo La Seda de Barcelona, Rafael Español, sinónimo de “competitividade, eficiência tecnológica e energética”. O início da actividade comercial está previsto para o primeiro trimestre de 2010 e a unidade terá uma capacidade de produção de 700 mil toneladas anuais de PTA para o mercado externo, o que faz dela uma das maiores do Mundo.
José Sócrates, afirmou tratar-se de um investimento “modernizador da economia” e importante para o País. “Dá um sinal claro de que Sines se está a assumir como um cluster petroquímico no contexto europeu e mundial”, disse.
Apelando à competitividade do mercado global, Sócrates acrescentou outros investimentos na área petroquímica, como o projecto de ampliação da Repsol YPF e de requalificação da refinaria de Sines da Galp Energia. Para acompanhar o investimento privado na região, Sócrates acha prioritária a adjudicação da obra do IP8, o arranque do aeroporto de Beja e a ligação ferroviária com Sines.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)