Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

Ministro defende ‘ataque' a ‘off-shores'

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, defendeu esta sexta-feira, em Praga, que antes de se acabar com o ‘off-shore' da Madeira se devem atacar os paraísos fiscais "menos cooperantes e transparentes", o que não é o caso da Região Autónoma portuguesa.
3 de Abril de 2009 às 10:15
Teixeira dos Santos satisfeito com conclusões do G20
Teixeira dos Santos satisfeito com conclusões do G20 FOTO: Jorge Paula

'Antes de passarmos à eliminação do ‘off-shore' da Madeira, eu acho que temos de começar por aqueles ‘off-shores' que são menos cooperantes, menos transparentes, que não é o caso da Madeira', afirmou o governante português, à entrada de uma reunião dos ministros das Finanças da União Europeia (UE).

Os líderes mundiais do G20, reunidos ontem em Londres, chegaram a acordo para a publicação de uma 'lista negra' de paraísos fiscais não cooperantes com regras de partilha de informação financeira.

A propósito desta matéria, Teixeira dos Santos defendeu que 'a nível europeu, podemos tomar uma posição muita clara de limitarmos, de proibirmos que as nossas entidades financeiras se relacionem com esse tipo de ‘off-shores'.

Sobre as decisões saídas da cimeira do G20, o ministro mostrou-se ainda satisfeito com o abandono das 'tentações proteccionistas' e a dinamização do comércio internacional, que vai ajudar as exportações portuguesas.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)