Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Mobilidade na Agricultura concluída até ao Verão

O ministro da Agricultura garantiu esta quinta-feira que a reforma do seu ministério vai ficar concluída “este Verão”, apesar das providências cautelares interpostas pelos sindicatos.
14 de Junho de 2007 às 15:45
Jaime Silva afirma que principais prejudicados com atrasos são os trabalhadores
Jaime Silva afirma que principais prejudicados com atrasos são os trabalhadores FOTO: d.r.
À margem do congresso “A Indústria de Alimentação Animal no Século XXI”, Jaime Silva afirmou que os trabalhadores são os principais prejudicados pelo prolongamento do processo e salientou que a mobilidade dentro do Ministério da Agricultura “está concluída e todas as leis orgânicas estão feitas”.
Sobre a actuação dos sindicatos, que considera preferirem a providência cautelar à via da negociação, o governante sustenta que deveriam “olhar o que foi feito noutros Estados-Membros, em que os sindicatos souberam negociar a modernização da administração pública com os governos, até porque é interesse dos funcionários”.
Jaime Silva vai mesmo mais longe ao considerar que “os sindicatos portugueses deviam ser também sindicatos modernos”.
“Começámos este ano um novo Quadro de Apoio Comunitário e temos mais de 3.500 milhões de euros para distribuir na política agrícola e eu queria começar a distribuir e a aplicar com a reforma feita”, afirmou.
Aos funcionários do ministério, Jaime Silva deixou a garantia “de terem progressões na carreira e acreditarem que há condições de trabalho e reconhecimento do mérito no ministério, coisa que hoje não posso fazer”.
Apesar da situação, o ministro considera que 2007 “foi um ano de sucesso na reforma (da administração pública), porque ela está a ser feita e vai ser concluída”.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)