Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Mobilidade rende 517 milhões de euros

Os funcionários públicos que o Governo colocou, até ao momento, na lista de supranumerários, garantem apenas a poupança em salários pagos pela Administração Pública de cerca de maio milhão de euros durante este ano, segundo informação avançada pelo jornal ‘Público’.
19 de Julho de 2007 às 10:39
De acordo com o diário, tendo como base os dados referentes aos níveis remunerários dos trabalhadores colocados nas listas de regime de mobilidade especial publicadas em Diário de República e a data a que estes passaram, oficialmente, a ter este estatuto, pode ser calculada a diminuição de encargos que o Governo terá.
Caso nenhum dos 639 funcionários colocados nas listas de mobilidade regresse ao posto de trabalho, a redução de salários pagos até ao final de 2007 é de 517 mil euros. Isto acontece porque, segundo as regras de mobilidade especial, os trabalhadores considerados excedentários passam, ao fim de 60 dias, a ter como remuneração apenas cinco sextos do seu salário.
No entanto, se o Governo colocar durante os próximos meses, como é a sua intenção, mais funcionários em mobilidade especial, a poupança este ano pode ainda aumentar, se bem que ligeiramente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)