Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

"Nota-se nos portugueses um desalento compreensível"

A secretária de Estado do Tesouro, Maria Luís Albuquerque, disse nesta segunda-feira que se "nota nos portugueses um desalento compreensível" perante a sucessão de medidas de austeridade impostas pelo Governo.
1 de Outubro de 2012 às 15:46
Maria Luís Albuquerque defende que é necessário "falar verdade", argumentando que, "durante muitos anos, o País viveu na ilusão de uma prosperidade futura"
Maria Luís Albuquerque defende que é necessário 'falar verdade', argumentando que, 'durante muitos anos, o País viveu na ilusão de uma prosperidade futura' FOTO: Bruno Simão/Jornal de Negócios

"As duras medidas aplicadas - aumento de impostos, contenção das prestações sociais - tornam extraordinariamente difícil a vida de muitos portugueses, apesar das preocupações do Governo de proteger" quem tem menos rendimentos, disse Albuquerque na cerimónia do 40.º aniversário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas.

A secretária de Estado admitiu ainda que "as pessoas e muitas empresas não sentem ainda no seu dia-a-dia os efeitos positivos" das reformas estruturais levadas a cabo pelo Governo.

No entanto, disse ainda a secretária de Estado, as atuais medidas são necessárias, porque a economia nacional está num "momento dramático" cuja gravidade "não pode ser exagerada".

Nesse sentido, Maria Luís Albuquerque defende que é necessário "falar verdade", argumentando que, "durante muitos anos, o País viveu na ilusão de uma prosperidade futura".

Sucessivos governos "desconsideraram totalmente aquilo que muitos gostam de pensar como critérios economicistas" para a despesa pública, as empresas "fizeram investimentos exclusivamente com base em dívida" e até as famílias se endividaram para comprar casa "por não haver mercado de arrendamento sólido".

Muitas destas revelaram-se "dolorosamente erradas", concluiu a secretária de Estado.

tesouro desalento governo maria luís albuquerque executivo impostos maria luís albuquerque
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)