Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Novas Oportunidades: PS acusa Governo de “ataque brutal”

O PS acusou esta quarta-feira o Governo de estar a lançar um "ataque brutal" para "desmantelar" o programa Novas Oportunidades e advertiu que a formação profissional é uma questão central para a competitividade económica do País.
11 de Janeiro de 2012 às 19:03
Deputado socialista Miguel Laranjeiro acusou o Governo de estar a lançar "um ataque frontal e brutal a todo o programa Novas Oportunidades"
Deputado socialista Miguel Laranjeiro acusou o Governo de estar a lançar 'um ataque frontal e brutal a todo o programa Novas Oportunidades' FOTO: Arquivo

Segundo a Associação Nacional de Profissionais de Educação e Formação de Adultos, mais de 800 formadores e 214 técnicos que trabalhavam nos Centros Novas Oportunidades (CNO) afectos ao Instituto de Emprego e Formação Profissional  (IEFP) foram demitidos.  

Em declarações aos jornalistas, na Assembleia da República, o deputado socialista Miguel Laranjeiro acusou o Governo de estar a lançar "um ataque frontal e brutal a todo o programa Novas Oportunidades".  

"Sem ter a coragem de assumir que pretende acabar com o programa Novas Oportunidades, o Governo vai desmantelando e reduzindo toda a oferta pública relativamente a estes centros", declarou.  

Miguel Laranjeiro, membro do Secretariado Nacional do PS, defendeu depois que "as questões da aprendizagem, da formação e da qualificação são absolutamente centrais em Portugal para o crescimento económico e competitividade da economia do País, mas também em termos da valorização pessoal".  

"O PS rejeita e denuncia este ataque ao programa Novas Oportunidades. Hoje mesmo questionaremos formalmente o Governo relativamente a esta matéria", acrescentou Miguel Laranjeiro.   

novas oportunidades miguel laranjeiro formação ps psd governo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)