Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Novo Banco tira “borla” nas contas em função do saldo

Se antes quem tinha mais de 35 mil euros pagava 12 euros por ano pela manutenção de conta, a partir do próximo ano passa a pagar mais de 60 euros. Também a anuidade de alguns cartões de débito e de crédito vai subir, havendo aumentos que chegam a 50%.
7 de Dezembro de 2021 às 08:05
António Ramalho, do Novo Banco
António Ramalho, do Novo Banco FOTO: Pedro NuneS/REUTERS
Novo ano, novos aumentos nas comissões do Novo Banco. O banco liderado por António Ramalho vai deixar de diferenciar entre saldos de conta na hora de cobrar pela manutenção da mesma, passando a exigir mais de 60 euros a todos os clientes com contas normais, sendo que quem tem contas-pacote bonificadas vai ter de pagar mais. E os aumentos não ficam por aqui: há também subidas nas anuidades dos cartões, algumas de 50%, e o fim de "borlas" em algumas transferências.

Saiba mais no Jornal de Negócios.
Novo Banco António Ramalho economia negócios e finanças serviços financeiros
Ver comentários