Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Novo buzinão contra portagens nas SCUT

Dezenas de automobilistas associaram-se esta terça-feira, na Rotunda AEP, entre o Porto e Matosinhos, a um novo "buzinão" contra as portagens nas antigas SCUT, prejudicado pela chuva constante que atingiu a cidade.
18 de Janeiro de 2011 às 19:00
scut, portagens, buzinão, porto
scut, portagens, buzinão, porto FOTO: Nuno André Ferreira/Lusa

"É natural que o tempo possa afectar a adesão", disse à agência Lusa José Rui Ferreira, porta-voz das comissões de utentes contra as portagens nas três antigas SCUT do Norte.

A "banda sonora" do protesto acabou por ser assegurada por automobilistas  que passavam no viaduto ou que entravam na rotunda provenientes da Avenida AEP, dado que foram poucos os que se deslocaram propositadamente para participar no "buzinão".

Os organizadores do protesto colocaram duas faixas e distribuíram panfletos aos automobilistas que iam passando, onde salientavam que, "decorridos três meses após a implementação das portagens nas três SCUT desta região, são evidentes os prejuízos para a economia e para os utentes".

"Os utentes não esquecem que, em 2005, o Governo PS/Sócrates anunciou  que ia cobrar 0,025 euros de imposto a mais por cada litro de combustível,  para, com esse dinheiro, pagar as SCUT. Agora que acabaram com as SCUT,  nem por isso diminuíram o imposto", lia-se no panfleto.

No mesmo texto, as comissões de utentes realçavam ter ficado confirmado  que "não existem alternativas às SCUT" e que as estradas que o Governo considera como tal "não escoam o trânsito, são focos de sinistralidade e constituem factores de 'stress' para quem lá circula e para as populações afectadas".

"A incompetência e irresponsabilidade do Governo e de quem viabilizou as portagens é uma triste realidade. Mas nada é definitivo! Importa manter a luta contra as portagens", defendem os organizadores.

José Rui Ferreira admitiu que o alargamento da aplicação de portagens às quatro restantes SCUT, anunciado pelo Governo para 15 de Abril, "pode  provocar algum contágio no movimento de contestação". 

O porta-voz manifestou-se esperançado também na adesão dos autarcas e das associações empresariais à contestação ao pagamento de portagens.

"Esta é uma luta muito prolongada que já dura há cerca de quatro anos e que já deu resultados", afirmou, sublinhando que "o Governo foi obrigado a adiar o início do pagamento e a introduzir isenções e descontos, ainda que temporários".

scut portagens buzinão porto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)