Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Novo IA para carros

Os automóveis abandonados pelos proprietários e parados vão passar a pagar imposto.
16 de Fevereiro de 2007 às 00:00
A medida visa incentivar o abate de automóveis em fim de vida
A medida visa incentivar o abate de automóveis em fim de vida FOTO: d.r.
Ontem, toda a base de tributação automóvel foi reformulada, com a criação de dois impostos. O imposto único automóvel (IUC) – que substituirá o imposto municipal de veículos, o imposto de circulação e o imposto de camionagem – e o imposto sobre veículos (ISV), que substituirá o tradicional imposto automóvel (IA).
O IUC terá como “facto gerador a propriedade”, em vez da circulação, como acontecia até agora. Assim, todos os veículos matriculados após 1 de Julho de 2007 e os restantes automóveis a partir de Janeiro de 2008 ficarão sujeitos ao novo IUC, independentemente de o proprietário circular ou não com a viatura.
O objectivo das novas medidas fiscais é “incentivar” a entrega para abate de veículos em fim de vida e promover os cancelamentos de matrículas e regulares transferências de propriedade, segundo fonte do Ministério das Finanças.
Os ambientalistas aprovaram estas alterações. “Esta tem sido uma batalha dos ambientalistas. Até porque os veículos em fim de vida contêm resíduos perigosos e, por isso, devem ser desmantelados em centros certificados. Congratulamo-nos com esta medida fiscal que vai incentivar os proprietários a entregarem para tratamento veículos que já não circulam”, disse Pedro Carteiro, da Quercus.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)