Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Odemira à espera de verbas

A Câmara de Odemira continua à espera, em plena época de incêndios, pela aprovação da candidatura ao Fundo Florestal Permanente. De acordo com a autarquia, os 2,6 milhões de euros esperados destinam-se à prevenção e protecção da floresta.
24 de Julho de 2005 às 00:00
Algumas câmaras já fazem planos de prevenção dos fogos
Algumas câmaras já fazem planos de prevenção dos fogos FOTO: Luís Oliveira
A candidatura ao Fundo Florestal Permanente foi entregue em finais de 2004 e deverá ser canalizada para a criação de aceiros, limpeza das bermas das estrada, reparação e aberura de novos caminhos.
Está ainda, segundo a Câmara de Odemira, previsto o alargamento de todas as acções de sensibilização para a necessidade de proteger a vasta área florestal do concelho. Já foram, no entanto, realizadas duas sessões de esclarecimento em Odemira e S. Teotónio.
Entretanto, a autarquia decidiu avançar com algumas acções, tendo realizado a limpeza de cerca de 7,5 quilómetros da Ribeira do Seixe, uma área que faz a divisão entre os concelhos de Odemira e Aljezur.
Por outro lado, está a ser preparada uma candidura ao programa AGRIS, numa parceria entre o município, as juntas de freguesia, associações de caçadores e proprietários privados.
Trata-se de levar a cabo “acções no âmbito da silvicultura preventiva, construção e manutenção de infra-estruturas, criação de sistemas de detecção de incêndios e equipamento”, no valor de perto de cinco milhões de euros.
A Câmara de Odemira tem um Gabinete Técnico Florestal, criado na sequência de um protocolo assinado em Agosto de 2004 com a FloraSul – Associação de Produtores da Floresta Alentejana – para colmatar a sua carência em técnicos especializados.
GABINETE EM ALCOBAÇA
Entretanto, a Câmara Municipal de Alcobaça vai criar um gabinete intermunicipal com o município da Nazaré, o que permitirá depois elaborar o Plano Municipal de Defesa da Floresta.
De acordo com a autarquia, a criação deste gabinete intermunicipal surgiu na sequência da atribuição de um organismo deste tipo à Nazaré e Peniche, apesar de não existir continuidade territorial entre os dois municípios.
Posta perante esta realidade, a Câmara de Alcobaça propôs criar um gabinete que abrangesse aqueles dois concelhos (Alcobaça e Nazaré), o que foi aceite.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)