Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Oliveira Martins defende “mais governo económico da UE”

O presidente do Tribunal de Contas, Guilherme d' Oliveira Martins, considera que a solução para a crise económica e financeira que Portugal atravessa passa por "articulações de esforços, mais Europa política, mais governo económico da União".
1 de Outubro de 2012 às 17:48
Guilherme d'Oliveira Martins, presidente do Tribunal de Contas
Guilherme d'Oliveira Martins, presidente do Tribunal de Contas FOTO: Cátia Barbosa/Jornal de Negócios

"O Tribunal de Contas tem a seu cargo, como órgão de soberania, o acompanhamento das contas públicas. Os sinais de disciplina e rigor são naturalmente importantes", disse Oliveira Martins à imprensa, à margem da cerimónia do 40.º aniversário da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas.

"Há, neste momento, uma crise económica e financeira de dimensão europeia, que terá que ter uma resposta europeia. É esse o ponto em que nos encontramos", acrescentou o antigo ministro das Finanças de António Guterres.

"Há sinais, que podem ser positivos, do Banco Central Europeu, da Comissão Europeia, do Fundo Monetário Internacional, e esperemos que esses sinais tenham consequências positivas", disse ainda Oliveira Martins, falando de "um desafio muito exigente" que está perante Portugal e o resto da União Europeia.

"Cada um dos países só por si não pode resolver a crise. É indispensável mais coordenação, mais articulação, mais Europa", disse o presidente do Tribunal de Contas.

tribunal de contas guilherme d'oliveira martins crise economia finanças governo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)