Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

ONI WAY FAZ EDP PERDER MILHÕES

Os 56 por cento que a EDP detinha na ONI Way, cujos activos foram vendidos à Optimus, TMN e Vodafone por 150 milhões de euros, causaram um prejuízo de 107,7 milhões de euros à empresa presidida por Francisco Sánchez.
2 de Abril de 2003 às 00:00
Nos resultados de 2002, que a EDP ainda não apresentou, mas já divulgados pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), lê-se que “o investimento acumulado em UMTS, incluindo as despesas de encerramento, ascendeu a 480 milhões de euros, dos quais 340 milhões foram financiados por fundos próprios. No seguimento da venda dos activos e renegociações com fornecedores, a ONI Way encerrou o exercício de 2002 com uma situação líquida de 20,2 milhões de euros.”
Após discriminar várias operações relacionadas com a ONI Way, assim como os respectivos custos de encerramento, a EDP teve uma “perda líquida de 107,7 milhões de euros nas contas consolidadas, correspondentes a 56 por cento da perda registada pela ONI.”
No sítio electrónico da CMVM, está também o resultado líquido da EDP referente a 2002: totalizou 335,3 milhões de euros, menos 25,6 por cento que em 2001. O lucro do ano passado corresponde a 0,112 euros por acção.
Quanto à dívida líquida, somou 7,781,8 milhões de euros. Este montante é mais 35 por cento que em 2001. Nos resultados operacionais, a quebra foi de 4,3 por cento, totalizando 644,6 milhões de euros.
Já no que diz respeito ao dividendo, o que mais interessa aos investidores, que só têm tido menos-valias, a EDP deve anunciá-lo amanhã, durante a apresentação dos resultados.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)