Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Pandemia agrava défice em 7767 milhões de euros

Défice das Administrações Públicas atingiu os 5179 milhões de euros até setembro.
Miguel Alexandre Ganhão(miguelganhao@cmjornal.pt) e Lusa 27 de Outubro de 2020 às 16:15
Dinheiro
Dinheiro FOTO: Getty Images

Segundo o Ministério das Finanças, até setembro o défice das Administrações Públicas (AP) atingiu os 5179 milhões de euros, um agravamento de 7767 milhões diretamente atribuído à pandemia.

"A execução orçamental em contabilidade pública das Administrações Públicas (AP) registou até setembro um défice de 5.179 milhões de euros, um agravamento resultante da pandemia de 7.767 milhões de euros face ao período homólogo", indica o Ministério das Finanças no comunicado que antecede a divulgação da Síntese de Execução Orçamental pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).

Segundo o ministério liderado por João Leão, o aumento do défice "resulta do efeito combinado da redução da receita (-6,9%) e do crescimento da despesa (+5,2%), consequência do impacto da pandemia" que, por um lado, teve um "efeito negativo na economia" que conduziu à redução acentuada da receita fiscal e contributiva" e, por outro, "as medidas extraordinárias de apoio às famílias e empresas já justificam uma degradação adicional do saldo até setembro de, pelo menos, 3.005 milhões de euros".

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ministério das Finanças Administrações Públicas pandemia défice dinheiro economia
Ver comentários