Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Paraísos fiscais custam 1 bilião

União Europeia quer fim do segredo bancário e mais troca de informação
20 de Maio de 2013 às 01:00

A União Europeia calcula que o buraco negro provocado pelos paraísos fiscais (offshores) custe aos europeus um bilião de euros por ano (o equivalente a cerca de seis vezes o PIB anual português). O fim do segredo bancário, que pode combater a evasão fiscal e a fuga de capitais, vai estar em debate na cimeira europeia, que se realiza na próxima quarta-feira.

Em causa está uma nova diretiva europeia que que irá permitir aos 27 governos partilhar automaticamente informação sobre todas as fontes relevantes, nomeadamente investimentos, dividendos e rendimentos de capital, segundo o jornal ‘El País’ que dedica um extenso artigo aos paraísos fiscais.

A reunião do Conselho Europeu é antecedida, na terça-feira, por uma sessão do Parlamento Europeu também dominada pelo debate com o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, sobre o combate à fraude e evasão fiscais. Segundo o jornal espanhol, que cita dados sobre a opacidade da informação do Tax Justice Network, também a grande Banca tem usado os paraísos fiscais, nomeadamente o Citigroup, o Barclays e o Morgan Stanley.

paraíso fiscal fisco parlamento conselho europeu união europeia offshore
Ver comentários