Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Parceiros contestam proposta

A CGTP promete "fazer tudo" para mobilizar os trabalhadores contra as alterações ao Código Laboral que o Governo pretende aprovar. A UGT, por seu lado, admite levar o caso ao Tribunal Constitucional, caso o Governo queira adaptar o novo sistema de compensações aos actuais contratos.
24 de Agosto de 2011 às 00:30
João Proença, da UGT
João Proença, da UGT FOTO: José Sena Goulão/Lusa

As posições foram ontem transmitidas aos deputados da Comissão Parlamentar de Segurança Social e Trabalho, que ouviram ainda a Confederação da Indústria Portuguesa (CIP) dizer que aceita o acordo tripartido assinado em Março na concertação social.

A CIP defende que as empresas devem assegurar apenas a compensação por que são responsáveis (20 dias de indemnização) e ser livres para encontrar mecanismos de financiamento do fundo.

CGTP UGT CÓDIGO LABORAL
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)