Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Parquímetros dão 1885€ à hora

Receitas do estacionamento em zonas pagas rendem 19,8 milhões de euros em 2012. Só os bloqueios e remoções permitem arrecadar 2,7 milhões.
18 de Agosto de 2013 às 01:00
A remoção de viaturas mal estacionadas rende cada vez mais
A remoção de viaturas mal estacionadas rende cada vez mais FOTO: Jorge Godinho

É uma atividade em crescimento. Por mês, o estacionamento pago na cidade de Lisboa rende à EMEL um total de 1,65 milhões de euros. Entre parquímetros, bloqueios, reboques, contraordenações e estacionamento em parques reservados, a empresa amealhou um total de 19,8 milhões de euros em 2012.

Só os parquímetros contribuem com com 16,5 milhões de euros anuais no bolo de receitas, o valor mais alto desde que a EMEL entrou em funcionamento. Os números fazem parte do relatório e contas do ano passado e mostram que, a cada hora, um parquímetro permite à EMEL arrecadar 1885 euros, o que representa um crescimento de 9,2% em relação ao ano anterior.

No que toca aos bloqueios e ao reboque de veículos, as receitas também têm vindo a crescer ao longo dos últimos anos. Em 2012, a EMEL bloqueou 40 498 veículos e removeu 9085, o que permitiu à empresa arrecadar 2,72 milhões de euros – mais 18,6% do que em 2011. Segundo os dados da empresa, esta é, aliás, a rubrica de receitas que mais cresce em 2012.

Já os avisos deixados aos condutores dos veículos – por terem excedido o tempo de estacionamento pago – caíram ligeiramente dos 907 mil em 2011 para quase 875 mil no final do ano passado.

A EMEL apresentou um lucro de 1,99 milhões de euros em 2012. A dívida total da empresa ascende a 5,88 milhões.

LEIA MAIS NA EDIÇÃO DE HOJE DO CM

estacionamento EMEL lucro milhões Lisboa parquímetro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)