Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Pensões antecipadas sofrem corte de 14,7%

Vai ser preciso trabalhar até aos 66 anos e cinco meses para aceder à pensão sem cortes.
Beatriz Ferreira 1 de Dezembro de 2018 às 11:23
Pensionistas
Idosos
Pensionistas
Pensionistas
Idosos
Pensionistas
Pensionistas
Idosos
Pensionistas
Quem, no próximo ano, aceder à reforma antecipada e que aos 60 anos de idade não tenha completado 40 anos de descontos vai sofrer um corte de 14,7% na pensão, em vez dos atuais 14,5%, devido ao fator de sustentabilidade.

A idade legal de acesso à reforma também subirá em 2019 e 2020: será preciso trabalhar até aos 66 anos e cinco meses para ter uma pensão sem cortes.

A contribuir para este agravamento está a subida da esperança média de vida após os 65 anos. De acordo com o INE, cada português vive, em média, 19,49 anos após os 65 anos de idade. Esta atualização influencia o fator de sustentabilidade, uma vez que as regras ligam o valor dos cortes das novas pensões antecipadas à longevidade.

Segundo as contas do CM, a atualização da esperança média de vida dita um corte de 14,7% pelo fator de sustentabilidade nas pensões antecipadas de 2019. Excluído está quem, aos 60 anos de idade, tenha 40 de descontos.

A novidade chega em duas fases: abrange, em janeiro, os novos pensionistas com 63 ou mais anos de idade; e, em outubro, quem conte 60 ou mais anos. Estes pensionistas mantêm o corte de 0,5% por cada mês de antecipação até à idade legal.

O aumento da esperança média de vida leva ainda à subida da idade legal da reforma. Em 2019 e 2020, será obrigatório trabalhar até aos 66 anos e cinco meses para aceder à pensão sem cortes, mais um mês que em 2018.

Ontem, o Governo anunciou a criação de uma idade pessoal da reforma. Até agora era possível reduzir a idade normal de acesso à pensão em quatro meses por cada ano de carreira além dos 40 até aos 65 anos.

Este limite vai deixar de existir.
INE Governo trabalho salários e pensões economia negócios e finanças
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)