Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Philips vai suprimir 4500 empregos até 2014

O gigante holandês da electrónica Philips anunciou esta segunda-feira a supressão de 4 500 empregos até 2014, entre os quais 1 400 na Holanda, no quadro de um programa de redução de custos de 800 milhões de euros.
17 de Outubro de 2011 às 10:36
Grupo holandês emprega cerca de 120 mil pessoas em todo o Mundo
Grupo holandês emprega cerca de 120 mil pessoas em todo o Mundo FOTO: Arquivo CM

"O programa de redução de custos levará à perda de 4 500 postos de trabalho, o que é lamentável mas é uma etapa inevitável para melhorar o nosso modelo operacional e para o tornar mais ágil, ligeiro e competitivo", afirmou o director executivo do grupo, Frans van Houten, citado em comunicado, durante a publicação dos resultados do terceiro trimestre.  

Cerca de 60% da poupança realizada no âmbito do programa de redução de custos estará "ligada ao pessoal", indicou a Philips, enquanto os 40% restantes estão relacionados "com outros custos estruturais".  

O grupo holandês, que emprega cerca de 120 mil pessoas em todo o Mundo, entre os quais 14 mil na Holanda, especializou-se durante muito tempo na produção de televisores e de pequenos electrodomésticos.  

Nos últimos anos, o grupo que também opera em Portugal, desenvolveu igualmente o fabrico de material médico como, por exemplo, ‘scanners’ de ressonância magnética.  

"A estratégia do grupo é investir na investigação e no desenvolvimento, para um melhor crescimento, mas é preciso que o dinheiro venha de algum lado", explicou Steve Klink, um porta-voz da Philips.

philips despedimento crise empresa electrónica
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)