Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

PINTO FICA NA TAP

O ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, António Mexia, admitiu ontem manter a equipa de gestão da TAP, liderada por Fernando Pinto, depois do fim do mandato que termina em Dezembro, para consolidar a recuperação da companhia aérea.
11 de Novembro de 2004 às 00:00
O ministro explicou que a última alteração na administração da TAP (referindo-se à saída do presidente do conselho de administração, Cardoso e Cunha e manutenção do administrador-delegado, Fernando Pinto) vai nesse sentido.
António Mexia falava à margem da cerimónia de assinatura do contrato que formaliza a compra de 50,1 por cento da Sociedade Portuguesa de Handling (SPdH) pelos espanhóis da Globália. O ministro adiantou que a TAP vai começar a preparar a privatização da unidade de negócio TAP Manutenção e Engenharia, depois de concluída a privatização do negócio de handling (assistência em terra aos aviões), afirmou ontem o ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicação.
“O próximo passo é a TAP Manutenção e Engenharia”, afirmou o ministro, lembrando que a unidade de negócio “é já um centro de competências reconhecido do ponto de vista internacional”.
No entanto, qualquer decisão nesta matéria tem de “assegurar e potenciar o desenvolvimento da actividade, conseguindo competências adicionais”, adiantou, Mexia sem adiantar pormenores sobre a operação ou avançar com um calendário para a sua realização.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)