Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

PJ investiga negócios suspeitos em Grândola

373 adjudicações feitas a empresa de atual vereador e candidato do PS às autárquicas.
Janete Frazão 10 de Setembro de 2017 às 01:30
Câmara de Grândola confirma entrega de documentos à investigação
Aníbal Cordeiro candidata-se à câmara
Câmara de Grândola confirma entrega de documentos à investigação
Aníbal Cordeiro candidata-se à câmara
Câmara de Grândola confirma entrega de documentos à investigação
Aníbal Cordeiro candidata-se à câmara
A Polícia Judiciária de Setúbal está a investigar vários processos urbanísticos aprovados pela Câmara Municipal de Grândola, entre 2005 e 2012, sob a liderança de Carlos Beato (PS). Em causa está um total de 373 adjudicações feitas a uma empresa, na altura propriedade da mulher do atual vereador e candidato do PS às eleições autárquicas de 1 de outubro, Aníbal Cordeiro.

"Confirmamos a solicitação de elementos referentes a processos urbanísticos, que deram entrada na câmara em mandatos anteriores, e que estão associados à empresa referida", disse ao CM fonte oficial do gabinete da presidência da Câmara de Grândola, atualmente liderada por António Figueira Mendes (CDU). A mesma fonte garantiu que a autarquia está a colaborar com as autoridades: "Os elementos foram disponibilizados à Polícia Judiciária de Setúbal, contudo, desconhecemos pormenores sobre a investigação."

A empresa em causa é a A. Cordeiro - Projectos e Construções, à qual foram adjudicados 373 projetos, muitos deles processos despachados pelo próprio presidente Carlos Beato. De resto, Aníbal Cordeiro, que durante o período das adjudicações chegou a ser vice-presidente da autarquia e também vereador do Urbanismo, retomou, entretanto, as funções de gerente da empresa da qual é sócio fundador, mas que durante vários anos esteve em nome de Cecília Espada Cordeiro, a mulher.

Aníbal Cordeiro candidatou-se e foi eleito vereador pelo Movimento Independente para Grândola em 2013, depois de se ter demitido em 2012 do executivo municipal, de maioria socialista, que integrava desde 2005 como independente eleito pelo PS, alegando "esvaziamento de conteúdo político".

Reconciliado com o PS, o autarca, engenheiro, de 58 anos, é candidato à liderança do município de Grândola, agora como independente pelo PS.

Regra de 2005 impunha despacho do presidente 
Aníbal Cordeiro diz ao CM que em 2005 "foi definida uma regra interna pelo presidente da câmara, para toda a Divisão do Urbanismo, que todos os processos relacionados com a  A. Cordeiro - Projectos e Construções seriam de despacho direto do presidente". E adianta que, de 2005 a 2012, a câmara "nunca adjudicou qualquer tipo de trabalho" à empresa da mulher. Afirma que nunca foi notificado a prestar esclarecimentos à Justiça e não espera ser, "dada a clareza, rigor e isenção de procedimentos".

1976
Ano em que se realizaram as primeiras autárquicas. Foram eleitos 304 presidentes de câmara, 5135 deputados municipais e 26 mil deputados para as assembleias de freguesia. O PS foi o partido mais votado, apesar de ter empatado com o PSD em número de municípios.

Calendário
As autárquicas de 2017 realizam-se no próximo dia 1 de outubro. Em causa está a eleição de 308 presidentes de câmara no País. A campanha eleitoral realiza-se entre os dias 19 e 29 de setembro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)