Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

PJ persegue autores de programas

A PJ está a tentar determinar quais os autores de seis programas informáticos, colocados na internet, que permitem aos restaurantes fazer contabilidade paralela, disse ontem à Lusa fonte policial.
4 de Janeiro de 2007 às 00:00
Segundo a fonte, os restaurantes adquirem programas de contabilidade a várias empresas do ramo, entre as quais a Winrest, da Póvoa de Varzim, e descarregam, em seguida, um programa complementar da internet, instalando-o para poderem furtar-se, de forma automática, ao pagamento de impostos.
“Há, pelo menos, seis programas na internet, em português, ao dispor de restaurantes e cafés”, afirmou fonte policial, frisando que a PJ desconfia que os programas são produzidos pelos próprios vendedores do programa de facturação e alegadamente sugeridos aquando da sua compra. A colocação na rede ‘web’ do programa – sublinha a fonte – permite aos vendedores fugirem às suas responsabilidades criminais, já que podem sempre alegar que desconhecem a sua existência e origem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)