Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Portugal afastou-se da meta da dívida pública para este ano

Conselho das Finanças Públicas refere que este resultado reflete um aumento do rácio da dívida pública de 1,5%.
Lusa 11 de Julho de 2019 às 17:03
O Conselho das Finanças Públicas
O Conselho das Finanças Públicas FOTO: Bruno Simão/Jornal de Negócios

O Conselho das Finanças Públicas (CFP) afirma esta quinta-feira que o rácio da dívida pública em percentagem do PIB subiu nos primeiros três meses do ano, afastando-se da meta prevista para o final deste ano.

"No que se refere à dívida pública, o rácio em percentagem do PIB elevou-se para 123%, no 1.º trimestre, afastando-se da meta prevista para o final do ano (118,6% do PIB)", indica o CFP no Relatório desta quinta-feira divulgado sobre a Evolução orçamental das administrações públicas até março de 2019.

O organismo liderado por Nazaré Costa Cabral refere que este resultado, que reflete um aumento do rácio da dívida pública de 1,5% do PIB face aos 121,5% alcançados no trimestre anterior, "resulta de um crescimento da dívida pública nominal (2,2%) superior ao do PIB nominal anual terminado nesse trimestre (1%)".

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)