Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Portugal coloca 1.250 milhões de euros em dívida a 10 e 15 anos com juros a caírem para mínimos

Na emissão a dez anos, a procura superou em 1,80 vezes a oferta, e na emissão a 15 anos ultrapassou em 1,63 vezes a oferta.
Lusa 12 de Junho de 2019 às 12:01
Dinheiro
Dinheiro
Dinheiro
Dinheiro
Dinheiro
Dinheiro
Portugal colocou esta quarta-feira 1.250 milhões de euros, montante máximo anunciado, em Obrigações do Tesouro (OT) a 10 e 15 anos, com juros a caírem, para mínimos de sempre nos dois prazos, foi esta quarta-feira anunciado.

Segundo a página do IGCP, agência que gere a dívida pública, na agência Bloomberg, foram colocados 625 milhões de euros em OT com maturidade em 15 de junho de 2029 (cerca de 10 anos) à taxa de juro de 0,639%, abaixo da do anterior leilão comparável de 08 de maio em que foram colocados 800 milhões de euros à taxa de juro de 1,059%, que também havia sido um mínimo histórico.

Em OT com maturidade em 18 de abril de 2034 (cerca de 15 anos) foram colocados hoje também 625 milhões de euros à taxa de juro de 1,052%, abaixo da do anterior leilão comparável de 08 de maio, em que foram colocados 450 milhões de euros à taxa de juro 1,563%.

Na emissão a dez anos, a procura superou em 1,80 vezes a oferta, e na emissão a 15 anos ultrapassou em 1,63 vezes a oferta.

De acordo com Filipe Silva, do Banco Carregosa, "Portugal continua a estabelecer 'record', com novos mínimos históricos atingidos no que paga pela sua dívida de longo prazo", considerando que "é mais um leilão positivo e com taxas muito abaixo do custo médio da dívida nacional".

"A postura dos bancos centrais tem sido mais defensiva, com receios de um abrandamento económico ou possível recessão. Estes fatores têm levado as taxas das dívidas soberanas para valores mais baixos, Portugal não foge à regra e vê neste momento as suas taxas em mínimos históricos", acrescentou.

Em 08 maio de 2019, Portugal colocou 1.250 milhões de euros, montante máximo anunciado, em OT a 10 e 15 anos, com os juros a caírem para mínimos de sempre no prazo mais curto.
Portugal Obrigações do Tesouro Bloomberg Filipe Silva Banco Carregosa macroeconomia política conjuntura
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)