Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Portugal entre os mais ricos em ouro

São 382,5 toneladas do metal precioso que valem perto de 13 mil milhões de euros. Aos preços do mercado, dá 1215 euros por cada português
14 de Junho de 2011 às 00:30
reservas, ouro, economia, portugal, riqueza
reservas, ouro, economia, portugal, riqueza

Portugal é o sétimo país europeu com mais reservas de ouro e ocupa a 14ª posição entre 113 países e entidades que figuram na lista revelada esta semana pelo World Gold Council, entidade que supervisiona o comércio mundial de ouro.

São 382,56 toneladas que valem perto de 13 mil milhões de euros (com a onça a cotar-se nos 1527 dólares) e que se fosse vendido no mercado internacional daria por cada português 1215 euros.

A estratégia do Banco de Portugal na gestão das reservas de ouro tem-se mostrado acertada em face À valorização dos preços do metal precioso. Cerca de 84% das nossas reservas são metal precioso e o restante divisas estrangeiras.

Desde 2009 que o preço do ouro tem vindo a subir de forma sustentada nos mercados internacionais. No início daquele ano uma onça de ouro (31 gramas) custava 627,60 euros , ao preço de ontem a mesma onça passou a custar 1063 euros, uma valorização superior a 69% em dois anos e meio.

No relatório e contas do Banco de Portugal de 2010 as reservas de ouro estão avaliadas em 12,9 mil milhões de euros, com 5,8 mil milhões de ouro em caixa e 7,1 mil milhões de ouro depositado à ordem. Ainda de acordo com aquele relatório, em 31 de Dezembro de 2010 o valor do ouro apresentou um crescimento de 3,5 mil milhões face ao saldo final de 2009, "sendo este acréscimo unicamente resultante da evolução positiva da cotação do ouro em euros". Dada a volatilidade da cotação do metal precioso, o Banco de Portugal constituiu uma provisão para riscos de flutuação do valor do ouro.

No primeiro lugar da lista do World Gold Council estão os Estados Unidos, com mais de 8133 toneladas, seguidos da Alemanha, com 3401. O Fundo Monetário Internacional (FMI) aparece na terceira posição, com 2814 toneladas. O FMI está envolvido num programa de venda de parte das suas reservas de ouro, que começou em 2009 com a alienação de 212 toneladas a vários bancos centrais. No início de 2010 o FMI deu início à venda das restantes 191 toneladas.

MÉXICO E RÚSSIA REFORÇAM COMPRA DESDE JANEIRO

Desde o início do ano que o México e a Rússia têm reforçado as compras de ouro no mercado internacional.

A Rússia fez várias aquisições ao longo dos meses, sendo as mais significativas as realizadas em Marços (18,8 toneladas) e Abril (13,7 toneladas).

Por seu turno, o México concentrou as suas compras nos meses de Fevereiro (14, 8 toneladas) e Março (78,5 toneladas). Estas compras visam repor os níveis de reservas que foram diminuídas por uma série de vendas realizadas em 2010.

reservas ouro economia portugal riqueza
Ver comentários