Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Portugal mais pobre do que a média da UE

Luxemburgo é o país com maior riqueza por habitante e mais consumo efetivo real.
Diana Ramos 20 de Junho de 2019 às 01:30
Portugueses viram o poder de compra reduzir-se no ano passado face à UE
Casas em Lisboa
Portugueses viram o poder de compra reduzir-se no ano passado face à UE
Casas em Lisboa
Portugueses viram o poder de compra reduzir-se no ano passado face à UE
Casas em Lisboa
Portugal continua a registar níveis de riqueza por habitante e de consumo efetivo real mais baixos do que a média dos 28 países da União Europeia (UE). O Luxemburgo lidera o ranking nos dois indicadores, segundo dados do Eurostat esta quarta-feira divulgados.

Os números do gabinete de estatísticas da UE mostram que o PIB per capita de cada português está nos 76%, ou seja, 24% abaixo da média europeia. O valor representa também uma descida face aos 77% registados entre 2014 e 2017.

Os dados do Eurostat permitem também concluir que esta é a primeira queda do PIB per capita desde 2012. Portugal é, assim, o 21º país europeu no "ranking" do PIB per capita, que é medido em paridades de poder de compra.

Abaixo estão apenas Polónia, Hungria, Grécia, Letónia, Roménia, Croácia e Bulgária. O Luxemburgo lidera, com um PIB per capita de 254%. Em 2018, Portugal foi ultrapassado pela Eslováquia (78%).

Olhando para um outro indicador – o consumo per capita em paridades de poder de compra, que ajuda a calcular o nível de vida dos habitantes, já que mede os bens consumidos pelas famílias – Portugal fica mais bem posicionado.

O consumo per capita em paridades de poder de compra está acima nos 82%, apenas 18% abaixo da média da UE. Aqui, Portugal é o 17º país, mas foi superado em 2018 pela República Checa.

Preço das casas dispara desde 2012
Desde 2010 e até ao ano passado, o preço das casas em Portugal ficou 20,18% mais elevado, registando-se uma subida acentuada desde 2012, nota o Eurostat.

Só no ano passado, o preço dos imóveis no País disparou 10,3%, o mais acréscimo desde 2009.

No que toca à restante Europa, a Estónia registou a maior subida nos últimos oito anos – mais 83% – enquanto a Itália teve a maior descida – 17%. Em Espanha, os preços das casas cederam 12% desde 2010.

Berlim limita rendas durante cinco anos
A cidade alemã de Berlim aprovou uma lei que vai congelar o preço das rendas durante este período, para tentar travar a especulação imobiliária.

A medida vai abranger 1,6 milhões de casas e o projeto de lei deverá estar concluído a 17 de outubro para vigorar em 2020.

SAIBA MAIS
20%
Há dez anos, o PIB per capita de Portugal estava menos de 20% abaixo da média da UE, mostram os dados do gabinete europeu de estatística.

Diferença
O consumo real per capita é considerado o indicador mais fiável para comparar níveis de bem-estar entre países, uma vez que exclui componentes do PIB que não afetam os cidadãos.

Pelo contrário, o PIB per capita é considerado indicador por excelência do nível de bem-estar económico dos países.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)