Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

PORTUGAL PREVINE GUERRA QUÍMICA

As mangas de descontaminação química serão uma das principais atracções da Segurex 2003, certame dedicado à segurança que hoje é inaugurado no recinto da FIL no Parque das Nações. O equipamento em exposição é único em Portugal e tem capacidade para descontaminar entre 30 e 50 pessoas por hora.
26 de Março de 2003 às 09:26
PORTUGAL PREVINE GUERRA QUÍMICA
PORTUGAL PREVINE GUERRA QUÍMICA
Joaquim dos Santos, o empresário que detém a representação daquele equipamento para o nosso País, afirmou ao CM que foram várias “as instituições que manifestaram interesse em adquirir este equipamento de descontaminação”. Entre elas estão “o exército, vários hospitais e a Protecção Civil”.
O preço médio da infra-estrutura de descontaminação é de 150 mil euros (30 mil contos). A grande vantagem deste tipo de equipamento é que pode ser montado por três pessoas sem material adicional, e serve para descontaminar tanto indivíduos acamados como pessoas válidas. As mangas servem para descontaminar agentes químicos, biológicos e nucleares.

MÁSCARAS
São vários os vendedores de máscaras de gás que se farão representar na Segurex. A guerra no Iraque criou as condições ideais para a venda deste tipo de equipamento.
FORÇAS POLICIAIS
O Ministério da Administração Interna estará presente com as últimas novidades em equipamento para a PSP, GNR, Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil.
EURO 2004
Uma das preocupações fundamentais do certame serão os equipamento de segurança para o Euro 2004. Neste âmbito serão exibidos vários tipos de câmaras de vigilância.
EXPLOSIVOS
Também em exposição estará um detector de explosivos capaz de descobrir um eventual manuseamento de bombas ou outros materiais bélicos, vários dias após a sua utilização.
Ver comentários