Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Portugueses vão poupar 300 euros

O Banco Central Europeu decidiu ontem baixar a taxa de juro de referência em 0,25 pontos percentuais. Não era o corte esperado pelos analistas, que apontavam para uma descida de 0,5 pontos percentuais, mas mesmo assim a fixação da taxa nos 1,25 por cento vai permitir uma poupança no crédito à habitação de quase 300 euros por mês.

3 de Abril de 2009 às 00:30
O governador do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, afasta risco de deflação
O governador do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, afasta risco de deflação FOTO: Frank Rupenhorst, EPA

"Não excluo que possamos, de forma marginal, voltar a descer [os juros]", afirmou o presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, adiantando que o preço do dinheiro ainda não está no limite mais baixo possível, mas sublinhando que qualquer descida será agora "marginal".

Apesar das expectativas frustadas de quem esperava um corte de 50 pontos-base, num empréstimo de 150 mil euros com um spread de um por cento a descida na prestação é de 287 euros. As taxas Euribor também renovaram novos mínimos, perpetuando a tendência descendente.

Trichet adiantou ainda que irá dar algum tempo para colocar em prática um plano de medidas não convencionais para estimular a economia, mas guardou pormenores desse plano para a próxima reunião do BCE, em Maio, apesar de reafirmar que em 2010 a economia deverá dar sinais de retoma.

Jean-Claude Trichet frisou que não considera existirem riscos para uma deflação, mesmo depois da descida da taxa de inflação anual para os 0,6 por cento, e que esta vai continuar a descer, em particular por causa da baixa do preço das matérias-primas e da recessão.

ALÍVIO NO CRÉDITO À HABITAÇÃO

De acordo com uma simulação feita ontem pela DECO a pedido do CM, num cenário em que o empréstimo para a habitação é de 150 mil euros, com um spread a um por cento, a ser pago num prazo de 30 anos, a prestação passa a ser de 573 euros, menos 287 euros do que em Março do ano passado, quando o indexante estava nos 4,5 por cento.

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, congratulou-se com a decisão de descer os juros, que vai dar às famílias portuguesas algum alívio em tempos de crise.

SAIBA MAIS 

TAXAS

A descida histórica dos juros para 1,25% ainda fica aquém da praticada no Reino Unido, de 0,5%.

141

A Euribor a três meses caiu 141 pontos-base desde 31 de Dezembro, segundo dados oficiais.

0%

Trichet notou que "é muito provável que a taxa de inflação desça abaixo de zero", o que "não deve ser confundido com deflação".

DESCIDAS

Esta é a sexta descida dos juros efectuada pelo Banco Central Europeu em sete meses.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)