Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Preço do gás desce

Os portugueses já deverão notar uma pequena descida na sua conta do gás natural este mês. A partir de hoje, e pelo menos durante os próximos três meses, quando a tabela for revista, o metro cúbico de gás natural desce, em média, 1,25 euros.
15 de Abril de 2006 às 00:00
O número de consumidores de gás natural aumentou em 2005 em Portugal
O número de consumidores de gás natural aumentou em 2005 em Portugal FOTO: David Mdzinarishvili, Reuters
Os consumidores domésticos vão beneficiar de uma redução entre 0,5 e três por cento do preço do metro cúbico do gás natural, dependendo da distribuidora regional e do escalão de consumo. Os clientes industriais terão uma redução da ordem dos dois por cento, de acordo com a tabela fornecida pela Galp.
A redução fica-se a dever a factores como a evolução média da taxa de câmbio dólar/euro, a evolução média das cotações internacionais do petróleo e o efeito conjuntural da gestão dos contratos de abastecimento por parte da Transgás, de acordo com um comunicado da Galp Energia.
O mercado do gás natural cresceu cinco por cento em 2005, registando um recorde absoluto de vendas de 4,2 mil milhões de metros cúbicos.
O número de clientes do gás natural cresceu, em 2005, para 739 mil, o que representa um crescimento de oito por cento, integrando mais 56 mil clientes.
Também na indústria, segundo dados divulgados pela Galp Energia, o volume de vendas de gás natural cresceu 12 por cento.
A importação de gás natural teve início em 1997, com origem na Argélia por gasoduto. Neste momento, para além da Argélia, Portugal abastece-se de gás na Nigéria.
Portugal apresenta, a par de França, Espanha e Grécia, dos consumos de gás natural mais baixos na média da União Europeia a 15 Estados-Membros. Mas ainda muito há a fazer no alargamento da rede de distribuição do gás natural pelo País pelo que os investimentos vão continuar.
OBJECTIVO ATÉ 2010 É AUMENTAR VENDAS
Aumentar as vendas de gás natural em Portugal é um dos objectivos do plano estratégico para os próximos cinco anos da nova administração da Galp Energia, liderada por Marques Gonçalves, e que recentemente tomou posse.
Para este ano, e de acordo com o ‘jornal de Negócios’, a empresa deverá investir cerca de 100 milhões de euros para continuar com a expansão da rede de distribuição.
Entre estes projectos, conta-se o alargamento da rede a Mafra, que deverá começar a ser abastecida já a partir de 2007. Trata-se de um investimento de cinco milhões de euros.
Também recentemente ficou concluída a operação de colocação de uma conduta através do rio Tejo, um investimento de 500 mil euros, que vai permitir o abastecimento de gás natural na cidade de Abrantes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)