Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

PREÇO DO PETRÓLEO DISPARA

Os preços do petróleo nos mercados internacionais subiram 12 por cento nos últimos quatro dias devido aos receios de falhas de armazenamento em consequência da guerra no Iraque, que cada vez mais dá sinais de uma duração superior àquela que foi dada a entender no início. O preço do barril está já acima dos 30 dólares.
27 de Março de 2003 às 21:21
Se as reservas não forem reforçadas haverá aumento do preço da gasolina
Se as reservas não forem reforçadas haverá aumento do preço da gasolina
Esta subida acentuada no preço do petróleo só ainda não teve maior impacto na economia mundial porque surge depois de uma quebra acentuada (de 25%) registada na semana passada. Mas se o curso das hostilidades não acelerar a favor das forças da coligação o petróleo continuará a subir de preço, com efeitos nefastos para a economia mundial. O governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio, disse mesmo que haverá uma recessão mundial no pós-guerra.
O barril de crude norte-americano estava hoje a ser transaccionado em Nova Iorque a 30,45 dólares, registando um aumento de 1,82 dólares. O chamado crude Brent, negociado em Londres, aumentou 1,56 dólares, para os 26,85 dólares por barril. Paul Horsnell, do banco de investimento J.P. Morgan, disse que os preços ainda não reflectem o mau estado das reservas e que, se estas não forem rapidamente reforçadas, haverá um aumento dramático no preço dos combustíveis.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)