Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Preços dos combustíveis deverão subir na próxima semana

Litro do gasóleo simples deve aumentar um cêntimo, enquanto a gasolina pode subir até 0,5 cêntimos.
Jornal de Negócios 16 de Agosto de 2019 às 15:38
combustíveis, gasóleo, gasolina
Bomba de combustíveis
Combustíveis
combustíveis, gasóleo, gasolina
Bomba de combustíveis
Combustíveis
combustíveis, gasóleo, gasolina
Bomba de combustíveis
Combustíveis

O preço do gasóleo deverá aumentar a partir de segunda-feira, a refletir a evolução dos derivados de petróleo e do euro nos mercados internacionais. De acordo com os cálculos do Negócios, o litro do gasóleo simples deve aumentar um cêntimo, enquanto a gasolina pode subir até 0,5 cêntimos. Fonte do setor confirma que o gasóleo deverá subir 1 cêntimo, enquanto a gasolina deverá manter-se nos atuais valores.

Na semana passada, os cálculos do Negócios apontavam para descidas na ordem dos 4 cêntimos por litro, na gasolina e no gasóleo, esta segunda-feira – o primeiro dia da greve de motoristas de matérias perigosas – mas os valores praticados em média esta semana nos postos de abastecimento revelam que as descidas foram menos acentuadas e rondaram os 1 e 1,5 cêntimos, segundo os dados que constam no site da Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG).

Na próxima semana, tendo em consideração a evolução dos derivados de petróleo – gasóleo e gasolina – em conjunto com o desempenho do euro contra o dólar há espaço para que os preços subam.

No caso da gasolina, os cálculos do Negócios apontam para um aumento de 0,5 cêntimo, o que se se verificar eleva o preço médio praticado em Portugal para 1,510 euros.

No caso do gasóleo, os cálculos sugerem que o preço se mantenha ou possa subir 1 cêntimo. Se se confirmar a subida, o preço médio do gasóleo simples deverá aumentar para 1,351 euros.

A semana que agora termina foi marcada pela greve dos motoristas de matérias perigosas, com os portugueses a ficarem limitados nos abastecimentos dos seus veículos. O Governo acionou a crise energética, tendo estipulado que nos postos de abastecimento da rede prioritária - abastecida a 100% - os consumidores só pudessem comprar até 15 litros de combustível. Fora desta rede, as limitações foram estipuladas em 25 litros no caso dos veículos ligeiros. 

A evolução dos preços dos combustíveis é calculada pelo Negócios, tendo por base a evolução dos derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Ainda assim, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra. 

Os cálculos têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados a que o Negócios tem acesso só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).


 

Negócios economia negócios e finanças gasóleo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)