Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Propostas de rescisões e licenças não remuneradas na TAP avançam nas próximas semanas

Administração admite cortes salariais transversais e despedimentos.
Lusa 28 de Novembro de 2020 às 09:10
Companhia aérea TAP
Companhia aérea TAP FOTO: Miguel Baltazar
A TAP vai propor aos trabalhadores um pacote de medidas voluntárias, que incluirá rescisões por mútuo acordo, licenças não remuneradas de longo prazo e trabalho a tempo parcial, e admite cortes salariais transversais e despedimentos.

Numa comunicação aos trabalhadores, a que a Lusa teve acesso, a administração refere que "quanto maior for a adesão, menor será a necessidade de outras medidas a decidir futuramente".

Além de medidas voluntárias que serão apresentadas "nas próximas semanas", o Conselho de Administração adianta que "estão colocados para discussão cenários como a suspensão do pagamento de alguns complementos remuneratórios, cortes salariais transversais, garantindo um valor mínimo que assegure a proteção aos salários mais baixos, e ainda a possibilidade de adequar o número de trabalhadores a uma operação que nos próximos anos será reduzida em 30% a 50%, retrocedendo assim a valores vividos há mais de uma década".

TAP economia negócios e finanças
Ver comentários