Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
4

Próxima mexida do BCE será de subida de juros

Carlos Firme, administrador da corretora Título:
24 de Julho de 2005 às 00:00
Carlos Firme
Carlos Firme FOTO: Natália Ferraz
Correio da Manhã – Quais as consequências para as bolsas do encarecimento do dinheiro nos EUA?
Carlos Firme – Para já, as consequências são negligenciáveis, uma vez que as taxas de juro relevantes para as decisões das empresas até desceram. Por outro lado, o FED tem gerido as expectativas do mercado financeiro de forma bastante favorável, estando as subidas dos juros perfeitamente antecipadas, pelo que não deverá existir qualquer impacto nos mercados accionistas.
E as famílias e as empresas norte-americanas não serão prejudicadas?
– As taxas de juro, nos EUA, já subiram 2,25 pontos percentuais desde Junho do ano passado. Há 13 meses, as taxas de juro directoras, na maior economia, encontravam-se em 1% por cento e agora encontram-se em 3,25%. Este processo foi realizado de forma gradual, tendo a autoridade monetária subido 0,25 pontos percentuais em cada uma das nove reuniões. Este processo não prejudicará as famílias e as empresas norte-americanas neste momento.
Que recuperação, se o petróleo está caro?
– O petróleo é um dos problemas que afectam a recuperação económica na zona do euro e noutras áreas que dependem das importações de petróleo para os processos produtivos. No entanto, na zona do euro, as economias tornaram-se mais eficientes na utilização deste recurso, pelo que os efeitos serão menores hoje do que eram há 30 anos. Creio que a ausência de reformas estruturais que tornem os mercados de trabalho e de serviços à escala europeia mais flexíveis é um entrave maior ao crescimento do que o petróleo.
Prevê que o BCE suba as taxas de juro?
– Não prevejo qualquer subida até ao fim do primeiro trimestre do próximo ano. Mas não tenho dúvidas: se não existir nenhum factor anormal, a próxima mexida do BCE será de subida e não de descida das taxas de juro.
Que acções recomenda a Título?
– Numa óptica de médio prazo, recomendamos a EDP, PT e Sonae SGPS.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)