Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

“Próxima vítima dos mercados”

Portugal continua na mira dos mercados internacionais, com os investidores a preverem para Lisboa um futuro igual à tragédia das finanças gregas. Os efeitos dessa pressão estavam ontem patentes no custo de subscrever uma protecção para um eventual incumprimento da dívida portuguesa, que atingiu máximos históricos, e com a imprensa espanhola a escrever que Portugal é "o principal candidato a próxima vítima" dos mercados.
23 de Abril de 2010 às 00:30
‘El País’ coloca Portugal na capa
‘El País’ coloca Portugal na capa FOTO: direitos reservados

O País viu ontem o seu risco de bancarrota agravar-se para mais de 20 por cento e ameaça conquistar à Letónia o 9º lugar do pódio mundial dos países com maior risco.

O ‘El País’ fez ontem manchete com o contágio helénico das contas públicas portuguesas. O diário espanhol escreve que com o "crescimento anémico" de Portugal, os investidores "apontam a mira" para o nosso país. Silva Lopes, ex-ministro das Finanças, apesar de estar muito preocupado com a alta das taxas de juro das obrigações portuguesas, considera que os especuladores estão a atacar Portugal porque "cheirou-lhes a sangue".

O Eurostat revelou ontem que Portugal teve no ano passado o quinto maior défice da União Europeia.

 

DÉFICES MAIS ELEVADOS DE 2009

Irlanda: 14,3%

Grécia: 13,6%

Reino Unido: 11,5%

Espanha: 11,2%

Portugal: 9,4%

Letónia: 9%

Lituânia: 8,9%

Roménia: 8,3%

França: 7,5%

Polónia: 7,1%

Fonte: Eurostat

 

DÍVIDA PORTUGUESA 

(Seguros da dívida (CDS) %)

Argentina: 43.47

Venezuela: 43.41

Grécia: 38.03

Paquistão: 36.41

Ucrânia: 31.97

Dubai: 26.03

Iraque: 23.94

Islândia: 22.55

Letónia: 20.55

Portugal: 20.42

Portugal entrou ontem para o top ten dos países de todo o mundo com maiores probabilidades de incumprimento.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)