Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

PS volta a insistir no levantamento do sigilo bancário

O deputado do PS Basílio Horta voltou a insistir esta terça-feira no levantamento do sigilo bancário para que possam ser esclarecidas na comissão de inquérito ao BPN várias operações ruinosas". "É necessário pedir para levantar o sigilo bancário sob pena desta comissão ficar na total ignorância", afirmou.
26 de Junho de 2012 às 11:23
Deputados querem ver esclarecido caso BPN
Deputados querem ver esclarecido caso BPN FOTO: d.r.

As palavras de Basílio Horta surgiram depois de Jorge Pessoa, administrador do BPN durante o período da nacionalização, ter recusado dar pormenores  a créditos mais polémicos que penalizaram o banco. "Todos os factos ilícitos foram comunicados ao DCIAP", disse apenas Jorge Pessoa.

Basílio Horta explicou que nas operações sobre as quais correm processos crime o PS nada fará que possa prejudicar a investigação mas lembrou que há outras operações que não são alvo de matéria criminal e que foram também elas imorais.

Duarte Pacheco, deputado do PSD, que presidia à comissão em substituição de Vitalino Canas, afirmou que iria colocar a questão ao presidente da comissão, mas que tais sessões teriam de decorrer a porta fechada.

A Procuradoria-geral da República (PGR) comunicou à comissão de inquérito sobre o Banco Português de Negócios (BPN) que estão a correr processos-crime contra os ex-dirigentes sociais-democratas Dias Loureiro, Duarte Lima e Arlindo de Carvalho, pelo que poderão invocar esse facto para se manterem em silêncio.

 O deputado socialista Duarte Brandão, em email enviado aos colegas da bancada parlamentar, criticou o facto do PS dispensar a audição destas três personalidades por presumir que se iriam refugiar no direito ao silêncio. O PS admite agora voltar a chamar os três nomes.

 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)