PSD afirma em relação ao Programa de Estabilidade que documento é um "grande buraco negro" sobre o futuro

Mais grave do que a perspetiva para 2019, de acordo com Duarte Pacheco, é o cenário que se coloca ao país em termos de médio prazo.
15.04.19
  • partilhe
  • 2
  • +
O PSD manifestou-se esta segunda-feira apreensivo com o cenário macroeconómico subjacente ao Programa de Estabilidade (PE), considerando que o documento é um "buraco negro" sobre o futuro, e acusou o Governo de não ter políticas sustentáveis de crescimento

Estas posições foram transmitidas pelo deputado social-democrata Duarte Pacheco em conferência de imprensa, na Assembleia da República, durante a qual remeteu para as comissões Permanente e Política do PSD, na terça-feira, a posição a adotar pelo seu partido em relação ao PE e ao Programa Nacional de Reformas do Governo.

Numa primeira apreciação aos dois documentos do executivo socialista, Duarte Pacheco considerou que o Governo optou por uma "forte" revisão em baixa do crescimento para 2019, de 2,3% para 1,9% - "um recuo em um quinto e que significa que as políticas desenvolvidas ao longo dos últimos três anos não promoveram um crescimento sustentável".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!