Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

PSD quer adiar debate sobre o PEC

O PSD propôs esta terça-feira adiar o debate sobre o Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC) no Parlamento para depois das directas para a liderança social democrata, o que foi rejeitado pelo Governo e pelo PS.

16 de Março de 2010 às 13:40
Agostinho Branquinho
Agostinho Branquinho FOTO: d.r.

Em declarações aos jornalistas, no Parlamento, o vice-presidente do grupo parlamentar do PSD Agostinho Branquinho disse que a proposta de adiamento  foi feita na conferência de líderes, com o apoio da direcção nacional social democrata liderada por Manuela Ferreira Leite.  

Agostinho Branquinho confirmou que,anteriormente, quando o debate sobre o PEC foi marcado para dia 25 de Março, que é a véspera das directas que vão eleger o novo líder social democrata, o PSD "não levantou problema". 

Nessa altura, no entanto, "o assunto não estava na ordem do dia" e entretanto passou a estar "na ordem do dia do debate interno" do PSD, argumentou. 

Por outro lado, Agostinho Branquinho apontou que "para que a data de 25 de Março fosse possível era necessário que o Governo apresentasse o PEC  até dia 15" e a entrega foi feita quando "faltavam seis minutos para a meia-noite" do último dia do prazo.  

"É de realçar esta incapacidade do Governo de cumprir os prazos e depois não permitir que pudéssemos discutir o PEC com todos os dados em cima da  mesa, para que se pudesse alcançar um consenso alargado sobre a matéria, que pudesse ser de médio longo prazo, que é aquilo de que o nosso país precisa", considerou o deputado e vice-presidente do grupo parlamentar do PSD.  

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)