Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
1

PSD só reage às medidas do Governo depois do Conselho Europeu

Miguel Relvas, secretário-geral e porta-voz do PSD, remeteu uma posição dos sociais democratas, sobre as medidas adicionais para consolidação orçamental anunciadas esta manhã pelo Governo, para depois do Conselho Europeu.
11 de Março de 2011 às 11:44
Miguel Relvas, secretário-geral e porta-voz do PSD
Miguel Relvas, secretário-geral e porta-voz do PSD FOTO: Bruno Colaço / Correio da Manhã

Questionado pelos jornalistas, em conferência de Imprensa, na sede nacional social democrata, Miguel Relvas disse que o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, "foi informado telefonicamente" pelo primeiro-ministro, José Sócrates, na quinta-feira à noite "que o senhor ministro das Finanças apresentaria hoje estas medidas".

 

Embora sem se pronunciar sobre o conteúdo das medidas anunciadas pelo Governo para 2011, 2012 e 2013, Miguel Relvas considerou que "é positivo e responsável o Governo querer redobrar a sua afirmação e a sua posição de que este ano irá diminuir o défice e irá diminuir a dívida".

 

"Tudo o que seja reforçar por parte do Governo o que atingirá os objetivos  de reduzir a dívida e de reduzir o défice é sempre positivo. Quanto às medidas,  está a decorrer um Conselho Europeu importante hoje e, portanto, o PSD só  assumirá e anunciará publicamente a sua posição depois desse mesmo Conselho  Europeu", disse.

PEC Miguel Relvas PSD
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)