Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

PT dá sinal negativo

A PT voltou a ser, na sessão de ontem, o papel que impediu o PSI 20 de fechar positivo. A maior operadora portuguesa de telecomunicações desvalorizou-se 0,58 por cento, para 8,5 euros. Os outros pesos-pesados fecharam como anteontem.
30 de Abril de 2005 às 00:00
O principal índice da praça financeira portuguesa perdeu 0,07 por cento, para os 7607 pontos, em contraciclo com os índices de referência europeus. O espanhol Ibex 35 teve o maior ganho: 0,18 por cento. Seguiu-se o alemão Dax, com 0,16 por cento, graças aos papéis automóveis BMW, que subiram 1,27 por cento, e Volkswagen, com uma progressão de 1,13 por cento. O francês Cac 40 avançou apenas 0,01 por cento.
Dos títulos cotados no PSI 20, a Brisa teve a maior valorização. A concessionária de auto-estradas em Portugal e no Brasil fechou a 6,2 euros, mais 1,47 por cento. Seguiu-se a PTM, com 1,1 por cento, para 18,38 euros. Na terceira posição, ficou a Jerónimo Martins, que se cotou a 11,9 euros, com uma percentagem de subida de 0,59 por cento.
A maior quebra foi a do BPI: 1,27 por cento, para 3,12 euros. Seguiu-se a Gescartão, que caiu 1,11 por cento, para 10,73 euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)