Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

PT e EDP pagam 17 milhões a gestores

A Portugal Telecom (PT) e EDP – empresas participadas pelo Estado - pagaram 17 milhões de euros em indemnizações e prémios a gestores que saíram das empresas.
30 de Março de 2007 às 11:10
O valor das indemnizações pagas pela PT ascende a mais de dez milhões de euros. Horta e Costa, ex-presidente da PT, foi o gestor que mais recebeu: 2,4 milhões de euros por não ter renovado contratado.
Já na EDP, o valor pago ultrapassa os seis milhões de euros. João Talone, ex-presidente executivo da empresa, teve direito à indemnização mais alta: 1,3 milhões de euros.
Os contratos da PT estabelecem que os gestores não podem exercer actividade, num prazo de dois anos, em empresas concorrentes. Esta cláusula de exclusividade obriga a um pagamento de compensações, o que justifica o maior volume de indemnizações pagas, em relação à EDP.
Ver comentários