Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Quebra de lucros na Zon

Os lucros da Zon desceram 8 por cento para os 44 milhões de euros, anunciou hoje a empresa liderada por Rodrigo Costa. Apesar da quebra de 2009, em linha com as previsões dos analistas, a empresa vai manter um dividendo igual ao dos últimos anos, ou seja, 16 cêntimos por acção.
2 de Março de 2010 às 13:02
Quebra de 8 por cento nos lucros
Quebra de 8 por cento nos lucros FOTO: d.r.

A queda nos lucros em 2009 é explicada sobretudo pelos efeitos extraordinários sentidos em 2008 e pelo aumento das depreciações e amortizações decorrentes da subida do investimento no ano passado, avança a Zon. Mesmo assim, a pagar dividendos sobre todas as acções, esse valor ultrapassa os resultados líquidos de 2009.

Em conferência de imprensa para divulgar os resultados,  a administração da empresa salientou a penetração do mercado do triple play  de 41%, o que dá  484,4 mil clientes a subscreverem o pacote de  internet, telefone e televisão. Ao longo do ano passado houve um crescimento líquido mensal superior a 15 mil clientes de triple play.

Confrontado pelos jornalistas sobre a expansão em Angola, Rodrigo Costa, admitiu que 'é neste trimestre que vamos ver o início da operação em Angola. Já fizemos testes e o grande anúncio será o arranque da operação', adiantou o gestor. O negócio, frisou, 'é muito interessante em termos financeiros'.O arranque da televisão por subscrição em Angola, em parceria com a empresa de Isabel dos Santos, representa um mercado com 16 milhões de consumidores onde a concorrência é praticamente inexistente. O CEO da Zon referiu ainda ter “interesse” em Moçambique no futuro e lembrou que o satélite disponível “cobre toda a África Austral”, numa referência à eventual expansão dos serviços da empresa no continente africano.

Para 2010, sem querer revelar objectivos concretos, Rodrigo Costa disse apenas que o investimento “vai continuar”, numa altura em que a base do negócio da Zon é “mais valor por menos dinheiro”. O presidente executivo mostrou ainda disponibilidade para continuar a liderar a Zon por mais um triénio, numa altura em que estão marcadas eleições para os novos órgãos sociais da empresa.

Os salários mais baixos da empresa deverão ainda ser alvo de aumentos, segundo a administração da Zon.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)