Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

QUEDA EM CONTRACICLO

O principal índice da Bolsa portuguesa terminou a sessão de ontem nos 7326 pontos, com uma quebra de 0,11 por cento.
18 de Setembro de 2004 às 00:00
O ligeiro sinal negativo foi em contraciclo, visto que os índices mais importantes da Europa tiveram ganhos. A maior subida foi a do francês Cac 40: 0,94 por cento. Seguiu-se o britânico Footsie 100, com 0,8 por cento. O alemão Dax valorizou-se 0,62 por cento; o espanhol Ibex 35, apenas 0,08 por cento.
Dos papéis cotados no PSI 20, a maior progressão foi a da Media Capital. O grupo presidido por Miguel Pais do Amaral fechou a 4,17 euros, mais 1,71 por cento. Seguiu-se a Teixeira Duarte, com um ganho de 0,86 por cento, para 1,17 euros. Na terceira posição das subidas, ficou a EDP. A eléctrica, que foi o papel mais negociado, com uma quantidade superior a 7,9 milhões, ganhou 0,85 por cento, para 2,36 euros.
Pela negativa, evidenciou-se a Gescartão, que fechou a 10,1 euros, menos 1,94 por cento. Na segunda posição dos títulos perdedores, ficou a PT. A maior operadora de telecomunicações desceu 1,24 por cento, para 8,74 euros. O outro peso-pesado, o BCP, valorizou-se 0,56 por cento, para 1,79 euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)