Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Recessão já está a perder força

O Produto Interno Bruto (PIB) registou uma diminuição de 0,1% no primeiro trimestre de 2012 em comparação com os últimos três meses de 2011. É um sinal de que a recessão perde terreno, numa altura em que se entra no período mais difícil da aplicação do memorando da troika.
9 de Junho de 2012 às 01:00
O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira
O ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira FOTO: hugo correia/reuters

Até Março de 2012, a economia recuou 2,2% em relação ao período homólogo de 2011. De facto, as exportações aumentaram 7,2%, e houve uma diminuição de 4% nas importações, em comparação com igual período de 2011. Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), a contracção de 0,1% da economia – "menos expressiva em termos homólogos" – resulta, por um lado, da quebra menos acentuada da procura, da diminuição de importações e do crescimento das exportações. A contracção do PIB foi bastante inferior às estimativas, tanto do Governo como da troika, que apontavam para um valor dez vezes superior.

Os dados do INE surgem no mesmo dia em que o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, afirmou, em Copenhaga, estar "grato" pela ajuda externa.

O governante frisou que o País pode voltar à escala de investimento das agências de notação financeira em 2013. Ou seja, Gaspar espera que Portugal tenha a capacidade de sair da categoria de rating ‘lixo’ já no próximo ano. Também o ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, enalteceu os números: "Portugal está a ser exemplo de coesão social, reforma e de como sair da crise, com um povo unido para vencer as dificuldades."

Recessão Troika Crise
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)