Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
7

Refer já fez mais de 500 rescisões este ano

A Refer, empresa que gere a rede ferroviária do País, já fez 509 rescisões por mútuo acordo com trabalhadores este ano, o que corresponderá a uma redução dos custos com o efectivo de 14,4 milhões de euros em 2012.
22 de Dezembro de 2011 às 08:11
Os trabalhadores da Refer, que gere a rede ferroviária do País, não terão acesso ao subsídio de desemprego
Os trabalhadores da Refer, que gere a rede ferroviária do País, não terão acesso ao subsídio de desemprego FOTO: Pedro Catarino

Em resposta às questões enviadas pela Lusa, fonte oficial da Refer disse que, no que respeita à redução do efectivo, a empresa "tem vindo a seguir, ao longo dos anos, uma política de redimensionamento, em função das evoluções tecnológicas e da reorganização do serviço de gestão da infraestrutura que presta por delegação do Estado".

Este ano, a empresa intensificou o processo de negociação com os trabalhadores, tendo em vista a diminuição do efectivo que, em 31 de dezembro de 2010, era composto por 3445 trabalhadores.

Em 2011 e até início desta semana "foram já efectuadas 509 rescisões por mútuo acordo", confirmou a mesma fonte, adiantando que no primeiro semestre foram feitas 169 e no segundo 340.

Este valor supera o que estava inscrito no plano de actividades da Refer, que previa a realização de 249 durante este ano.

"A idade média dos trabalhadores que aceitaram as rescisões é de 57,93, sendo a média de antiguidade de 33,39 anos", segundo a mesma fonte, que acrescentou que "a esmagadora maioria dos trabalhadores fizeram a rescisão por mútuo acordo sem acesso a subsídio de desemprego e o prazo médio de retorno do valor pago em indemnizações é, por isso, de 26 meses, atingindo, no caso da carreira técnica 11 meses".

Em 2012, a Refer terá, por esta via, uma redução dos custos com o efectivo de 14,4 milhões de euros.

"Não estando ainda o processo de rescisões por mútuo acordo fechado em 2011 é de sublinhar, no entanto, o facto de este ser o ano em que, na história da Refer, se procedeu à assinatura do maior número de rescisões por mútuo acordo, processo que decorreu sem nenhuma perturbação no funcionamento da empresa e num clima de paz social", afirmou fonte oficial.

Fonte da Refer disse ainda que a empresa pública está em condições de confirmar que em 1 de Janeiro de 2012 terá, no máximo, 2884 trabalhadores.

Refer Rescisões Comboios Transportes
Ver comentários