Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
5

Remessas dos emigrantes aumentam

As remessas dos emigrantes portugueses aumentaram em 2004 devido à evolução positiva das transferências provenientes das comunidades emigradas na França, Suíça e Reino Unido. Nos dez países de acolhimento analisados pelo Banco de Portugal, aqueles três são, aliás, os únicos onde os números cresceram.
16 de Março de 2005 às 10:03
As remessas dos emigrantes para Portugal atingiram em 2004 um total de 2,442 mil milhões de euros, um valor superior aos 2,433 mil milhões verificados em 2003. Se considerarmos que em sete dos dez países analisados as remessas diminuíram, é fácil constatar que nos restantes três os aumentos foram grandes.
Os portugueses emigrados em França são aqueles que mais dinheiro mandam para Portugal, tendo atingido em 2004 uma média de 2,6 milhões de euros por dia, ou 964,129 milhões de euros no total do ano (em 2003 o total foi 886,090 milhões de euros).
Em segundo lugar surge a comunidade portuguesa na Suíça, que em 2004 transferiu 531,063 milhões de euros para Portugal (em 2003 foram 516,587 milhões de euros), a uma média de 1,4 milhões de euros por dia. As remessas dos portugueses no Reino Unido totalizaram 181,409 milhões de euros em 2004, mais do que os 177,544 milhões de 2003.
Os emigrantes nos EUA mantêm o habitual terceiro lugar, com 231,902 milhões de euros em remessas em 2004, abaixo dos 272,124 milhões de euros em 2003.
As remessas provenientes dos emigrantes na Alemanha diminuíram cerca de 23 milhões de euros (para 178,784 milhões de euros). As comunidades portuguesas no Luxemburgo, no Canadá e em Espanha enviaram em 2004 menos cerca de 10 milhões de euros, cada, para Portugal. A redução das remessas dos emigrantes na Venezuela e no Brasil diminuíram 2 e 3 milhões de euros, respectivamente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)