Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

Salários de administradores limitados

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, assinou uma portaria que prevê "limites máximos à remuneração do conjunto dos membros dos órgãos de administração e fiscalização das instituições de crédito capitalizadas".
7 de Maio de 2009 às 13:57
A portaria foi assinada por Teixeira dos Santos
A portaria foi assinada por Teixeira dos Santos FOTO: Jorge Paula

Em comunicado, o Ministério explica que 'a respectiva remuneração é assim, no conjunto das suas componentes fixa e variável, reduzida para metade da remuneração média auferida em 2007 e 2008 podendo ter como limite mínimo o montante de remuneração em vigor em instituições de crédito cujo capital seja detido na totalidade, directa ou indirectamente, pelo Estado', ou seja, a Caixa Geral de Depósitos.

A medida, que se insere nas medidas de reforço da solidez financeira das instituições de crédito, permite ainda aos bancos o acesso a 4.000 milhões de euros para recapitalização. As instituições que recorrerem a este apoio devem reforçar o seu capital até obter o rácio mínimo de capital de oito por cento até ao final do ano.

O Ministério das Finanças avisa as instituições que o processo de candidatura ao investimento público tem de ser acompanhado pela 'descrição da estratégia de utilização', nomeadamente no que se refere 'ao contributo da instituição de crédito requerente para o financiamento da economia, especialmente das famílias e das pequenas e médias empresas'.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)