Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Sampaio quer combate ao oportunismo

Jorge Sampaio defendeu esta terça-feira a necessidade de criar no país um ordenamento “correcto e sustentável” em termos turísticos, numa acção que deverá fazer face ao “chico-espertismo, ao oportunismo e ao lucro fácil”.
8 de Novembro de 2005 às 15:19
O Presidente da República falava, esta manhã, em Tróia, no final da presidência aberta dedicada ao turismo nacional.
Jorge Sampaio defendeu ser preciso elevar “a causa do ordenamento” do território “em termos correctos e sustentados como uma grande causa nacional.” Referindo-se aos desafios para o sector em Portugal, Jorge Sampaio salientou que esta é “não apenas a única maneira de combater tantos desastres e evitá-los no futuro, mas também o modo como saberemos agir com vista a esse futuro”.
Em Tróia, onde hoje foi conhecer o empreendimento turístico da Sonae previsto para a península, o Chefe de Estado considerou ainda prioritário para o turismo a “permanente actualização e competência” de “todos os protagonistas”. Desta forma, há que “combater o oportunismo e o chico-espertismo”, que segundo Jorge Sampaio degradam a oferta e minam a credibilidade turística do país.
Ver comentários