Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
8

Sarkozy diz que fim do euro é fim da paz

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, advertiu ontem que o fim do euro significaria “o fim da Europa, o fim da paz”.
6 de Janeiro de 2012 às 21:34
"Não podemos permitir que se destrua o euro", disse Sarkozy
'Não podemos permitir que se destrua o euro', disse Sarkozy FOTO: EPA

“A Europa de hoje é um edifício ao serviço da paz. Não podemos permitir que se destrua o euro, que é o coração da Europa. Se ele cair, mais tarde ou mais cedo será a própria paz que estará em perigo”, afirmou Sarkozy, citado por vários jornais italianos e pela agência norte-americana Bloomberg. 

O presidente francês esteve esta sexta-feira reunido em Paris com o primeiro-ministro italiano, Mario Monti, que, na próxima semana, será recebido em Berlim pela chanceler alemã Angela Merkel.  

Após a reunião, Monti, embora menos pessimista, advertiu igualmente sobre o perigo das divisões na Europa. “Creio que o maior risco da actual crise […] é a escalada da incompreensão entre os povos no seio da Europa, entre o Norte e o Sul”, sublinhou o chefe de governo italiano.

frança sarkozy mario monti euro europa zona euro itália
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)