Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
3

SECTOR FARMACÊUTICO

Com a actividade económica em baixa, alta ou estagnada, o sector farmacológico pouco ou nada se ressente. Mas as empresas que fazem investigação e lançam novos fármacos devem ser as preferidas dos investidores.
11 de Maio de 2003 às 00:00
Há também que olhar ao balanço das contas. Uma das farmacêuticas de boa saúde é a Schering AG, a qual recebeu agora a nota A por parte das agências de investimento Standard & Poor’s e Moody’s. A classificação forte é por a Schering ter boa situação de crédito, posição financeira sólida, carteira de produtos equilibrada e liderança nas respectivas áreas de negócio. A empresa faz investigação e desenvolvimento de medicamentos para a prevenção, diagnóstico e terapêutica nas seguintes áreas: planeamento familiar e terapêutica hormonal de substituição; diagnósticos e radiofármacos; dermatologia; e terapêuticas para doenças do sistema nervoso central, oncológicas e cardiovasculares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)