Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
9

Sectores de elevado crescimento

Luís de Mendonça e Vasconcelos, consultor financeiro da Ok2deal, falou ao CM sobre o investimento accionista.
3 de Abril de 2005 às 00:00
Sectores de elevado crescimento
Sectores de elevado crescimento
Correio da Manhã – Os 4,4 por cento de crescimento do PIB dos EUA, em 2004, significam que o motor da economia mundial está a carburar bem?
Luís de Mendonça e Vasconcelos – O ritmo de crescimento dos EUA é animador, mas o mais importante é que, por um lado, este crescimento se revele sustentado e, por outro, que as restantes economias sejam capazes de aproveitar essa dinâmica, o que até agora parece não estar a acontecer. Veja-se o caso das economias alemã e japonesa.
– Se começar a retoma, o investimento accionista deve ser em que sectores?
– Os de crescimento elevado, não sendo de descurar também a localização geográfica. Dada a tendência dos mercados accionistas em antecipar o crescimento económico e pressupondo que a Europa seguirá os EUA em termos de crescimento, é de prever uma ‘outperformance’ dos mercados accionistas europeus face aos americanos, o que, aliás, já se manifesta na rendibilidade dos vários índices mundiais desde o início do ano. Mantemos as nossas apostas nos transportes e logística, energias alternativas, restauração e algumas ‘utilities’.
– Pode caracterizar a carteira da Ok2deal?
– A inclusão de algumas ‘commodities’ e a exclusão de taxa fixa são os principais factores que nos permitem, desde o início do ano, estar com uma rendibilidade, nos vários tipos de risco, superior à dos principais índices mundiais (Nasdaq, SPX, DAX).
– Com tanta volatilidade, a Ok2deal tem tido mais clientes para a gestão discricionária de carteiras?
– Tem-se observado um incremento no número de clientes na gestão de carteiras em detrimento das carteiras de corretagem, fruto da instabilidade dos mercados, bem como das perdas avultadas que a maior parte dos investidores particulares acumulou desde 2000.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)