Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
2

Semana em negócios

Semana passada em revista à luz dos acontecimentos económicos que mais marcaram cada dia:
6 de Março de 2005 às 00:00
Semana em negócios
Semana em negócios FOTO: d.r.
2ª FEIRA
MENOS VINHO
A venda de vinho de produção portuguesa registou uma queda de 2,2 por cento no ano passado, de acordo com um estudo levado a cabo pela DBK, uma empresa espanhola de análise e estatística.
APOIOS EM RISCO
O saldo da Segurança Social caiu praticamente para metade em três anos, fixando-se, em Setembro de 2004, em 290,3 milhões de euros. Os dados foram divulgados pelo Tribunal de Contas, que alerta para a possibilidade de dificuldades.
3ª FEIRA
FUNDOS A GANHAR
Os Fundos de Poupança-Acções (FPA) tiveram uma rendibilidade média de 19,32 por cento no mês de Fevereiro de 2004. O Barclays FPA foi o que mais ganhou, 22,23 por cento, segundo a APFIPP.
REFORMA TARDIA
A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico recomendou o fim dos incentivos às reformas antecipadas, em particular nos países europeus em que o futuro dos sistemas de pensões está ameaçado.
4ª FEIRA
CONFIANÇA SOBE
O indicador de confiança dos consumidores portugueses registou uma melhoria ligeira em Fevereiro, mês de eleições legislativas, interrompendo assim um ciclo de cinco meses consecutivos em quebra.
ENTREGAS NO IRS
A menos de 15 dias do final do prazo para a entrega da declaração de IRS houve 182 mil contribuintes que já a fizeram, ou seja, cerca de cinco por cento dos que entregaram o ano passado, segundo as Finanças.
5ª FEIRA
BATATAS QUEIMADAS
A seca e a geada dos últimos dias destruíram seis mil hectares de batata nos concelhos de Bombarral, Lourinhã, Peniche, Óbidos e Torres Novas, podendo os prejuízos ascender a 16 milhões de euros.
COMBATE À FRAUDE
A Organização Mundial das Comissões de Valores, da qual faz parte a CMVM, aprovou um plano de acção para prevenir fraudes financeiras nos mercados de capitais e criou um conselho de supervisão do interesse público.
6ª FEIRA
CP À ESPERA
A Bombardier e a CP continuam a aguardar pelas propostas, uma da outra, com vista à compra ou aluguer das instalações da unidade da Amadora, de acordo com fontes das empresa.
ATAQUE À BANCA
O sistema financeiro português foi, pela primeira vez na sua história, alvo directo de um ataque de um vírus informático. O Tofger.AT rouba as ‘passwords’ dos clientes, sem que eles se apercebam, enviando-as para um servidor.
ROSTO - PAULO AZEVEDO
Pela primeira vez, a Sonaecom, empresa do grupo Sonae liderada por Paulo Azevedo, chegou os lucros. Até o jornal ‘Público’ registou uma subida de seis por centos nas vendas. A empresa apresentou esta semana os seus resultados, de onde sobressaiu um lucro de 18 milhões de euros, contra um prejuízo de 19,2 milhões de euros em 2003.
No conjunto do exercício, o volume de negócios da Sonaecom subiu cinco por cento para 880 milhões de euros, com as receitas da Optimus a crescer 4 por cento para 660 milhões de euros e a facturação da Novis a subir 20 por cento para 183 milhões de euros.
NÚMERO - 42 EUROS
É quanto cada lar contribui, em média, para as receitas da Portugal Telecom (PT). O dado foi revelado por Miguel Horta e Costa, presidente da Comissão Executiva da PT durante a apresentação de resultados. Daquele montante, 70 por cento são voz (fixo e móvel), 21 por cento vídeo (TV Cabo) e 10 por cento dados (internet).
As assinaturas mensais contribuem com cerca de 30 por cento do total das receitas geradas, ainda de com acordo com os resultados.
FACTO - PORTAGENS E MONOVOLUMES
A descida de classe nas portagens dos monovolumes, decidida pelo Governo em Janeiro, provocou esta semana uma tremenda confusão entre a Direcção-Geral de Viação e o Instituto Português da Qualidade indicados para proceder à classificação constante no diploma.
Finalmente, o bom senso imperou e os proprietários dos monovolumes apenas terão de se dirigir com o livrete à Via Verde, a partir de dia 10 de Março
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)